Canadá vai proibir plásticos descartáveis a partir de 2021

Sacolas, garrafas e outros objetos de plástico de uso único serão proibidos no território do Canadá a partir de 2021. O anúncio foi feito na segunda-feira (10) pelo primeiro-ministro, Justin Trudeau, que escolheu a preservação do meio ambiente como uma de suas prioridades para as eleições legislativas de outubro.

A poluição por plástico é uma praga mundial, disse Trudeau, ao anunciar que a lista completa de produtos proibidos será divulgada depois da realização de avaliações científicas. “Quando levamos as crianças à praia, temos que achar um lugar na areia que não esteja repleto de plástico, garrafas ou isopor”.

O primeiro ministro disse que o Canadá quer também responsabilizar os produtores de plástico, sobretudo os fabricantes de garrafas, pelo “ciclo completo de vida” dos produtos. A indústria, assim como as empresas que utilizam os materiais, deverão adotar planos de reciclagem. Para Trudeau, esta mudança vai tirar a responsabilidade dos ombros das administrações municipais e permitir aumentar o número de itens reaproveitados.

Primeiro passo 

Em um comunicado, o Greenpeace, ONG de proteção ao meio ambiente, afirmou que o anúncio é “um primeiro passo em uma boa direção”. “Esperamos que não se trate de uma simples promessa eleitoreira”, diz o texto.

Andrew Scheer, líder do partido conservador e principal rival de Trudeau, criticou uma medida que considera como “um gesto simbólico” que terá “impacto negativo para consumidores, empregos” e a economia canadense.

Uma tartaruga marinha presa em um saco plástico na Grande Barreira de Coral, na Austrália; material foi removido pelo próprio fotógrafo antes que o animal o ingerisse. Foto: Troy Mayne | Divulgação | WWF

Canadá, França, Alemanha, Reino Unido e Itália, assim como toda a União Europeia, assinaram no ano passado uma nova carta contra a poluição com plástico nos oceanos durante a cúpula do G7 em Quebec. Na época, EUA e Japão se abstiveram.

No texto, as nações se comprometeram a tornar 100% dos plásticos recicláveis, recuperáveis e reutilizáveis em todo o mundo até 2030.


Com informações: O Globo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *