De sem-teto a investidor multimilionário

A História do americano Chris Gardner é surpreendente até virou um filme que rendeu a segunda indicação do ator Will Smith ao Oscar, The Pursuit of Happyness (2006), no Brasil: À Procura da Felicidade.

De sem teto que dormia no chão de banheiro público a investidor multimilionário. Chris Gardner agora viaja o mundo dando palestras de motivação.

Chris depois de enriquecer de forma tão impressionante e virar um personagem conhecido mundialmente, ele largou tudo e voltou a se reinventar.

Tudo começou em San Francisco da década de 1980. Aos 27 anos, desempregado e abandonado pela mulher, ele foi morador de rua por um ano, dormindo com o filho pequeno, Chris Jr., em abrigos da igreja, bancos de praças e banheiros públicos nas estações de trem.

San Francisco. Getty Images. Reprodução

A vida mudou quando ele teve a chance de participar do programa de estágio da corretora de valores Dean Witter Reynolds (DWR).

No entanto a remuneração era baixa, suficiente apenas para manter Chris Jr. em uma creche enquanto ele trabalhava. Ambos chegaram, inclusive, a se alimentar em refeitórios para sem-teto.

Após o estágio, Gardner foi contratado e, em 1981, obteve licença para operar oficialmente na Bolsa de Valores. Depois, conseguiu um emprego na conceituada firma Bear, Stearns & Company. Trabalhou na área de San Francisco e, em seguida, em Nova York.

Chris superou-se, e em 1987, tornou-se empresário independente e abriu a própria companhia, a Gardner Rich.

Chris Gard. Uma história surpreendente de superação. Foto: Reprodução

Aos 62 anos, Gardner tem hoje uma fortuna estimada em US$ 60 milhões (cerca de R$ 209 milhões).

A infância problemática de Chris, o tempo em que ele passou na cadeia pouco antes do estágio na DWR, fez com que Hollywood se interessasse por sua história. A sua biografia The Pursuit of Happyness (a grafia errada em inglês foi intencional).

Ao repensar sua vida Gardner diz  que “não mudaria nada”. Os milhões de dólares não vieram rapidamente. Após terminar o colégio, ele passou quatro anos na Marinha dos Estados Unidos.

A biografia de Gardner se transformou no filme de sucesso “À Procura da Felicidade”. Foto: Reprodução

Em 1974, mudou para San Francisco e começou a trabalhar como vendedor de equipamentos médicos. Sua vida mudou completamente quando ele viu um homem numa Ferrari vermelha procurando vaga num estacionamento no centro da cidade.

Impressionado com o carro, ofereceu a sua vaga. “Falei para ele, você pode estacionar no meu lugar, mas me responda: O que você faz? E como faz?” O dono da Ferrari disse que era corretor da Bolsa de Valores, vendia ações e faturava US$ 80 mil por mês (atualmente o equivalente a R$ 278 mil).

“Naquele momento tomei duas decisões: entrar no negócio de ações e futuramente comprar uma Ferrari”, conta Gardner.

Will Smith, a esquerda, foi indicado ao Oscar de melhor ator ao interpretar Chris Gard

Scott Burns, diretor da corretora americana Morningstar, declara que Gardner “é uma incrível demonstração de fortaleza”. O multimilionário ao falar sobre sua história de vida costuma desmentir a teoria de que todos somos produto do ambiente em que vivemos na infância. “De acordo com esse pensamento, eu devia ter sido mais um perdedor, alcoólatra, analfabeto, espancador de mulher e abusador de crianças.”

Ele enfatiza que fez suas escolhas positivas graças ao amor da mãe e ao apoio que recebeu de outras pessoas. “Eu escolhi seguir a luz da minha mãe e de outras pessoas com as quais não compartilho uma só gota de sangue.”



Com informações:  BBC / Uol 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *