Melbourne é eleita pela sétima vez melhor cidade do mundo para se viver

A Economist Intelligence Unit divulgou o relatório Liveability Index, que avalia 140 cidades do mundo e ranqueia os melhores índices para se viver. Melbourne, na Austrália, lidera o ranking pela sétima vez consecutiva, e esteve entre as três melhores desde que a pesquisa começou, em 2006.

Melbourne é a capital australiana do esporte e da cultura, sedia eventos importantes como o Australian Open, o Grande Prêmio da Austrália de Fórmula 1 e a Spring Racing Carnival, uma corrida de cavalos.

As universidades que estão entre as melhores do mundo ficam em Melbourne. A cidade também é considerada uma das melhores para estudantes.

Universidade de Melbourne, a segunda universidade mais antiga da Austrália. Foto: Reprodução

E como se não bastasse, o governo de Victoria, Estado na qual está inserida, continua investindo na infraestrutura da cidade. Túneis rodoviários, novas estradas, novos bondes e trens para o transporte público, e um novo centro de convenções de classe mundial são algumas das melhorias planejadas.

Melbourne possui um estilo de vida único que tem atraído muitas pessoas. A cidade detém as maiores taxas de migração, tanto doméstica quanto internacional, do país, fazendo com que tenha o crescimento mais rápido da Austrália. É previsto que supere Sydney como a cidade australiana mais populosa até 2030.

Melbourne, na Austrália é eleita pela sétima vez melhor cidade do mundo para se viver. Foto: Reprodução

O The Global Liveability Report 2017, apontou as outras duas cidades que completam o top 3 da lista são Viena, na Áustria, e Vancouver, no Canadá. Além de Melbourne, a Austrália possui mais duas cidades nas 10 primeiras colocações, Adelaide (6º) e Perth (7º).

De acordo com o ranking elaborado pela unidade de inteligência da publicação internacional The Economist, a novidade deste ano é que, pela primeira vez em uma década, as condições de moradia e qualidade de vida nos países analisados melhorou.

O relatório é realizado anualmente e leva em conta 30 quesitos em cinco categorias específicas: estabilidade, saúde, educação, infraestrutura, cultura e meio ambiente. Foram 140 cidades avaliadas nesta edição.

Melbourne é eleita pela sétima vez melhor cidade do mundo para se viver, Foto: Reprodução

As duas primeiras colocadas, Melbourne e Áustria, estão separadas somente por 0,1% de diferença, e empatadas no topo do ranking. Em relação às demais cidades canadenses, o percentual também é mínimo.

Entre as cinco cidades que aparecem com resultados de recuperação e melhores condições para sua população nos últimos cinco anos, estão algumas em países pobres: Teerã (Irã), Dubai (Emirados Árabes Unidos), Abidjan (Costa do Marfim), Harare (Zimbabue) e Colombo (Sri Lanka).

Segundo os especialistas do The Global Liveability Report, as cidades mais bem colocadas são sempre de porte médio, em países ricos, com uma relativa baixa densidade populacional, onde é possível oferecer à população uma série de atividades de lazer, bons serviços de transporte, saúde e educação, sem sobrecarga nos mesmos.

Global Liveability Ranking 2017  

1. Melbourne (Austrália)
2. Viena (Áustria)
3. Vancouver (Canadá)
4. Toronto (Canadá)
5. Calgary (Canadá)
6. Adelaide (Austrália)
7. Perth (Austrália)
8. Auckland (Nova Zelândia)
9. Helsinque (Finlândia)
10. Hamburgo (Alemanha)



Com informações: Conexao Planeta / Época Negócios / Ansa Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *