Brasil: um país de Turismo Rural

Engana-se quem acha que o Brasil não é um país rural. Dados do IBGE apontam que, dos 5.565 municípios brasileiros, 60,4% são rurais.

Da população brasileira, estimada em 207.660.929 habitantes, segundo o IBGE, 56,5% vive em 5,6% dos municípios, com mais de 100 mil habitantes.

Cerca de 44% dos brasileiros que vivem na zona rural têm renda proveniente de atividades não agrícolas. O meio rural compreende todo o espaço que não é urbano. Ele está ligado a práticas agrícolas e não agrícolas.

É cada vez mais comum a utilização do espaço rural para as experiências turísticas, atividades esportivas, implantação de hotéis-fazendas, restaurantes rurais, áreas de preservação ambiental, spas, clínicas, centros de pesquisa, entre outros.

Casa do Doce. Areia – PB. Foto: Augusto Pessoa

O Brasil rural tende a ser um dos vetores do desenvolvimento endógeno, contribuindo para a revitalização econômica e social das regiões, a valorização dos patrimônios e produtos locais, a conservação do meio ambiente, o aproveitamento da biodiversidade e a melhoria da competitividade sistêmica do país.

Segundo a OMT – Organização Mundial do Turismo, estima-se que 3% dos turistas do planeta procuram turismo rural, portanto, uma das atividades que apresenta crescimento de 6% ao ano.

Turismo Rural 

Uma modalidade em expansão no Brasil, que atende ao turista que curte tranquilidade, belas paisagens, observação de pássaros, caminhadas ecológicas, pescaria, passeios a cavalo, colheita de frutas, enfim, todas as experiências rurais, desde o estilo de vida, às tradições das famílias que vivem no meio rural.

Foto: Arquivo Pessoal

A oferta turística no espaço rural, de cada região do Brasil, tem suas características e cultura, tornando cada viagem especial, com atrativos cada vez mais diversificados, para turistas para buscam experiências singulares e autênticas. São vários os exemplos de destinos turísticos rurais, no Brasil:

O município de Areia – PB, situado na região serrana do Brejo paraibano, onde o turista vivencia a história do ciclo da cana de açúcar, presente no casario histórico, na visita aos engenhos, nos museus da cidade. Nas atividades esportivas destacam-se as trilhas de Jeep e 4X4, trilhas de bike, as caminhadas. Muito sugestivo conhecer a produção de flores, e experimentar a gastronomia regional, incluindo a degustação das cachaças de alambique.

Lajedo Pai Mateus. Foto: Reprodução

Cabaceiras – PB, localizada na região do Cariri paraibano, oferece a natureza exótica, do bioma da caatinga. A cidade é conhecida como a “Terra do Bode Rei” ou a “Roliúde Nordestina”, onde mais de 30 documentários foram produzidos, inclusive o filme o Auto da Compadecida. Quem visita Cabaceiras também conhece a cultura de uma das principais regiões rurais do Brasil, bem como as formações rochosas diferenciadas, tais como o Lajedo Pai Mateus e a Saca de Lã.

O Distrito de Ribeira em Cabaceiras, é um celeiro de artesanato em couro de bode. Lá também é possível vivenciar uma das experiências de território criativo em um curtume que utiliza a substância do tanino para curtir ecologicamente o couro de bode.

Área de camping – Lajedo do Marinho. Foto: Reprodução

No Distrito do Marinho, município de Boqueirão – PB, o turista desfruta do mais lindo pôr-do-sol no Lajedo do Marinho, do camping rural, das caminhadas, e das experiências de produzir as redes de dormir, em tear manual.

Gravatá mais conhecida como a “Suíça Pernambucana”, fica há 80 km de Recife. É um dos principais destinos de turismo rural no Agreste Pernambucano. Dentre uma variedade gastronômica destaca-se o bode assado, o queijo coalho, o queijo manteiga e o fondue.

A Costa do Cacau, no Sul da Bahia, entre Ilhéus e Itacaré é uma região que surpreende os turistas, com vilarejos fantasmas, as fazendas antigas e até as opções para caminhadas e aventura segura.

Em Venda Nova do Imigrante – Espírito Santo, é possível conhecer a história da imigração italiana, visitar a usina hidrelétrica, o moinho de fubá, a torrefação de café, criação de galinhas caipiras, os queijos, os vinhos e o socol, tipo de presunto cru produzido por famílias de Venda Nova do Imigrante.

Fazenda Vargem Grande. Areias – São Paulo. Uma das opções de fazendas históricas. Foto: Reprodução

Em São Paulo, três roteiros turísticos merecem destaque: o Circuito das Águas Paulista, o Circuito das Frutas, e as Fazendas Históricas Paulistas.

No Paraná, as Rotas do Pinhão, na região metropolitana de Curitiba, mistura aventura, história, gastronomia, paisagens bucólicas e rurais, com pesque e pague, colheita de pêssegos e ameixas, café colonial polonês e venda de produtos artesanais, são algumas das atividades rurais, imperdíveis.

Os Caminhos Rurais de Porto Alegre – Rio Grande do Sul, compreende uma área ecológica que ocupa 30% do município, onde é possível vivenciar as tradições gaúchas e a gastronomia local.

Bento Gonçalves – RS, é conhecida como a capital brasileira da uva e do vinho. Localizada na Serra Gaúcha, é rica em história e produção associada ao turismo, com a produção do erva-mate para o chimarrão, e a produção de vinhos, criação de produtos artesanais derivados do tomate, do leite de ovelha e o artesanato.

Vassouras – Rio de Janeiro, conhecida como a cidade dos barões de café do século XIX, hoje se tornou um dos principais destinos turísticos na rota do turismo rural. O Festival “Café, Cachaça e Chorinho” que acontece no mês de julho, é um dos atrativos culturais da cidade.

Pousada Boutique Villa Real. Areia – PB.  Foto: Augusto Pessoa

Estes são alguns exemplos do Brasil Rural que dá certo, porque encanta e surpreende, pela sua diversidade, seus equipamentos turísticos, o bem receber e o aconchego das famílias que recebem famílias.

O Brasil do ambiente rural, que resgata e valoriza a cultura regional, reduz o desgaste físico e psicológico das pessoas, que temporariamente, deixam a vida agitada das grandes cidades, para interagir com a natureza e as comunidades locais.

Aguarde!

Em breve acontecerá a 14ª Ruraltur– a melhor Feira de Turismo Rural do Brasil, que é aberta ao público e traz uma rica variedade de novos roteiros e produtos turísticos, bem como da produção associada ao turismo (doces, cachaça, mel, rapadura, licores, cafés, queijos, vinhos, orgânicos, flores naturais, artesanato).

Marque um encontro com a diversidade cultural, natural, rural e de aventura das regiões do Brasil.

Visite a 14ª Ruraltur!


Regina Medeiros Amorim

Gestora de Turismo e Economia Criativa. Paraibana, sertaneja, natural de Santa Luzia. Em 1976 mudou-se para a capital paraibana. Viveu em Maceió (Al) de 1989 a 1999.  Radicada em João Pessoa desde 2000.

Trabalha no Sebrae da Paraíba. Mestre em Visão Territorial e Sustentável do Desenvolvimento, Pós-graduada em Gestão e Marketing do Turismo.

Facebook: https://www.facebook.com/regina.medeirosamorim

E-mail: reginaamorim1256@gmail.com

 

2 comentários em “Brasil: um país de Turismo Rural

  • 10 de agosto de 2018 em 13:22
    Permalink

    Muito bacana essa matéria. ver nosso desenvolvimento, Areia cada Vez mais se desenvolvendo. Nossos empresários escolhidos representaram muito bem

    Resposta
    • 13 de agosto de 2018 em 19:57
      Permalink

      Indaiatuba -SP, cidade maravilhosa que faz parte do Circuito das Frutas e estamos criando bons roteiros para receber os visitantes

      Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.